Assuntos

Lançamentos

Jó 42,5: ‘Deus deixa-se experimentar’

Título: Jó 42,5: ‘Deus deixa-se experimentar’. Atualidade Teológica [PUC-Rio]. 41 (2012) 336-349.

Resumo: Uma nostalgia sintomática e uma vaga sensação de vazio, apesar de tantas aquisições materiais que promovem bem-estar, relativizam a felicidade autêntica e duradoura, ou a sua real possibilidade, gerando, em muitas pessoas, uma postura fatalista ou uma fuga das próprias e alheias responsabilidades. Diante disso, a presença e a ação de Deus, no mundo e na vida dos homens, continuam um incômodo mistério. Jó 42,5, devidamente contextualizado, pode oferecer um ponto de inflexão para os que se afundam em um niilismo de crenças e se afastam dos valores sagrados, julgando que a fé e a religião são coisas ultrapassadas e que servem, somente, para suprir as necessidades dos poucos esclarecidos.

Palavras-chave: Antigo Testamento, Experiência de Deus, Jó, Religiosidade

Abstract: Despite so many material acquisitions that seems to promote wellness, a symptomatic nostalgia and a vague sense of emptiness turn into relativism the true and lasting happiness, or the real possibility of it, creating a fatalistic attitude in many people or an escape from themselves and their responsibilities for others. Therefore, the presence and action of God, in the world and the lives of men, remain a troublesome mystery. Job 42,5, when properly contextualized, can provide a turning point for those who sink into nihilism of beliefs and deviate from the sacred values, stating that faith and religion are outdated and things that serve only to meet the needs of few enlightened ones.

Keywords: Old Testament, Experience of God, Job, Religiousness

http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/revteologia.php?strSecao=INDEX

Deixe seu Comentário

 

 

 

Você pode usar comandos HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>